O Andarilho

O Andarilho

Durante a semana vou para o trabalho utilizando o transporte público e tento retornar pela Orla do Guaíba, percorrendo 12Km até a Zona Sul. Se tornou rotina o percurso que inicio numa bike alugada do Itaú e depois um trecho de caminhada intensa. Para cumprir esse pequeno exercício eu levo comigo para o centro as roupas semi esportivas que serão usadas no retorno.

Acontece que recentemente tenho visto um andarilho na Zona Sul. Ele caminha com uma espécie de saco amarrado ao corpo e um jornal debaixo do braço. Resolvi abordá-lo e presentear ele com uma barra de chocolate. Ele me surpreendeu arrancando um pedaço do jornal e escreveu uma cruz. É um semi mudo, mas pode me ouvir pois numa segunda ocasião ele atendeu ao meu assovio, desta vez com uma garrafa de água gelada. Aquilo foi diferente pois o seu agradecimento ao encostar a mão na garrafa e sentir a temperatura abriu um sorriso.

Não damos conta da nossa fortuna e dos prazeres da vida até que tenhamos uma experiência ou abordagem sobre o assunto. Fiquei pensando no restante da volta sobre aquela decisão dele de abandonar tudo e não se apegar a nada. Chamo de bravura ou fraqueza? Esse contato me trouxe reflexões, budismo e apreciação!

Vale a pena lembrar que há menos de 200 anos Frederic Tudor iniciou o processo de refrigeração do mundo, com seus seguidores inventando sistemas de congelamento de alimentos e sistemas de transportes de congelados.  E com menos de 100 anos de vida, o Ar Condicionado inventado por Carrier possibilitava nossa aglomeração em Cinemas e Shopping Centers. Nossas vidas tiveram uma mudança radical, possibilitando morarmos em locais que antes eram inabitáveis, nossa alimentação e nosso estilo de vida mudaram.

0 Comentários 0 Comentários
0 Comentários 0 Comentários