Durante a semana vou para o trabalho utilizando o transporte público e tento retornar pela Orla do Guaíba, percorrendo 12Km até a Zona Sul. Se tornou rotina o percurso que inicio numa bike alugada do Itaú por uns 7Km, e depois um trecho de caminhada intensa por 4Km. Para cumprir esse pequeno exercício eu levo comigo roupas que serão usadas no retorno.

Acontece que recentemente tenho visto um andarilho na Zona Sul. Ele caminha com uma espécie de saco amarrado ao corpo e um jornal debaixo do braço. Resolvi abordá-lo e presentear ele com uma garrafa d'água. Ele me surpreendeu arrancando um pedaço do jornal e escreveu uma cruz. Parece ser mudo, mas pode me ouvir pois numa segunda ocasião ele atendeu ao meu assovio, desta vez ofereci uma barra de chocolate.

Ao oferecer a garrafa de água gelada ele sente a temperatura encostando no frasco. Claro, pensei, a geladeira torna qualquer líquido mais gostoso. Numa das ocasiões fiquei pensando sobre a decisão de alguém de abandonar tudo e não se apegar a nada. Me trouxe reflexões, budismo e apreciação!